Além da lenda

(Essa é a história da visita da Carina aqui no Beto Carrero World, gostamos tanto que estamos compartilhando com vocês!)

Roubo, com a melhor das intenções, o título de um artigo que Luiz Henrique da Silveira, então governador do Estado na época, escreveu em fevereiro de 2008, dias depois da morte de João Batista Sérgio Murad, o nosso eterno Beto Carrero, para agradecer a vocês a oportunidade que tive em “voltar” ao Parque no último sábado. Não sei bem se foi um ‘voltar’ ou um ‘conhecer de novo’, pois há 15 anos estive no Parque Beto Carrero, na época já considerado algo grandioso, o mundo dos sonhos. Quando fui, não havia nem o Castelo das Nações e a entrada do Parque era no outro lado (faz muito tempo!).

Como turista de Penha desde criança, já que meus pais têm uma casa de veraneio, cresci achando que a cidade era só praia e sol. Nunca imaginávamos que a metros e metros de distância do mar, em meio a mato e brejo, alguém tornaria real, físico e material o sonho de crianças pequenas e grandes. É por isso que “roubo” o título de Luiz Henrique, pois Beto Carrero não é uma lenda, é muito mais que isso…

No sábado, quando cheguei ao parque, nem o cinza do dia e o molhado da chuva tiraram de mim o sorriso espontâneo. Corremos na chuva (eu e meu marido), passamos por pontes, fomos nos brinquedos e quando percebemos, o sol deu o ar de sua graça, tingindo o céu de azul, como se fosse um sonho realizado. Me emocionei ao olhar as fotos de Beto, ao ver o carinho que ele tinha pelos animais e o carinho que recebia das pessoas… brinquei e andei no carrinho de choque, rindo como se fosse a primeira vez… tive medo de me arriscar nos brinquedos radicais e fiquei ali embaixo, assistindo meu marido se aventurar… andei de bondinho, de xícara maluca, roda gigante… e o máximo que consegui foi me render à montanha russa das crianças. Mas digo a vocês que VALEU MUITO A PENA TER VIVIDO TUDO ISSO!

E se isso já parecia muito desse mundo de sonhos, o melhor ainda estava por vir! Vibrei, torci, bati mãos e pés na arena do Excalibur, olhei por entre os dedos os ‘finos’ que os carros tiravam uns dos outros no Extreme Show, me emocionei com a suavidade, leveza e beleza do Acqua, gritei nos seis minutos do Monga, e chorei, chorei muito desde o primeiro minuto do Sonho de Cowboy, espetáculo maravilhoso, incrível, emocionante…

Obrigada a cada profissional, desde o carinha simpático do bondinho, até o guarda da fila do Acqua que deixou eu entrar correndo toda atrapalhada com a pipoca, aos garçons do Excalibur que tentavam ao máximo servir sem atrapalhar o espetáculo, aos rapazes da roda gigante que tiveram toda paciência de explicar que eram duas voltas seguidas e uma parando, ao pessoal do carrinho de choque que parou logo no primeiro minuto quando percebeu uma criança com medo, à simpatia dos jovens da catraca da entrada e saída, à segurança que a galera da montanha russa passava ao verificar o equipamento de segurança, aos atores que nos emocionaram com a sua arte…, enfim, a todos! São vocês que fazem do nosso dia algo ainda mais especial nesse mundo dos sonhos!

Foi um dia mágico e na saída, ao mesmo tempo em que a alegria estufava o peito e não parávamos de falar do que tínhamos vivido, um sentimento ainda maior de querer voltar o quanto antes tomava conta de nós!

É isso que o Beto fez e faz, além da vida, por nós! Nos deu esse presente para que pudéssemos nos refugiar, apreciar o belo, o mágico, entregar nossos pensamentos, esquecer nossas preocupações e vivermos, nem que seja por algumas horas, num mundo de sonhos!

Vamos voltar, sem dúvida, e não vai demorar muito não! Até lá, fica a doce lembrança de um dia que começou cinza, ficou azul e ao final açucarado, como a vida deve ser, sempre!

Um grande beijo e muito obrigada!

Carina Machado – Redação Jornal Município Dia a Dia – Brusque-SC

Você tem uma história legal com o Beto Carrero World? Quer ver ela publicada aqui? Mande para blog@betocarrero.com.br junto com fotos. 🙂

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Além da lenda

  1. Débora Souza disse:

    Ao me deparar com este maravilhoso texto, a cada frase, cada linha, cada parágrafo lido, me vi ali, no dia 22/11/2010, minha tão esperada viagem de formatura! Nunca vivi momentos tão maravilhosos quanto aos que passei neste dia no parque, me senti criança denovo, superei meus medos, minhas tristezas ficaram para trás, e só conseguia sentir a emoção, meu coração batendo mais forte e um sorriso enorme no meu rosto, afinal, estava em um lugar realmente MÁGICO, ao lado das pessoas que cresceram cmg, meus colegas de escolas, meus amigos de infância… Não há como não lembrar com alegria daquele dia, e como não se emocionar com esse texto, que expressa completamente o sentimento de cada pessoa, q se torna criança denovo ao adentrar no Mundo Mágico de Beto Carrero! Simplismente obrigado a todos que contribuem para que esta magia, que e esta alegria, que esta emoção e que este sonho aconteça. Um grande beijo, Débora Souza , 14 anos, São José / SC

  2. Caio disse:

    Sensacional esse texto! Muito bacana e super emocionante.
    Conseguiu e muito bem transmitir um pouquinho da emoção que sentimos ao cruzar as catracas do Castelo das Nações, uma sensação única!

    Parabéns Carina pelo excelente texto! E muito obrigado pessoal do blog, por ter compartilhado conosco.

  3. Prezada Carina e demais colaboradores do BCW…É difícil não lembrar e sentir das fortes emoções que já vivi nas 03 vezes que visitei o parque.
    Principalmente a última no início do ano passado quando pude ter a oportunidade de levar a minha filha. Que até hoje me cobra um retorno ao parque do Sonhos e de realidades.
    Ratifico aqui Carina suas palavras e, sei que existe um lugar sempre mágico e encantador dentro deste magnífico complexo que é o parque do Beto Carrero World em Penha.
    A todos muita Saúde, Paz e Sucesso….

    Carlos Alberto Dias – São Francisco do Sul -SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *